Portos da Madeira

 

LIGAMOS MUNDOS, UNIMOS PESSOAS!

 

NOV

Movimento de cruzeiros

De janeiro a outubro deste ano, registaram-se 209 escalas de navios de cruzeiro no Porto do Funchal que trouxeram à região 382 031 passageiros e 148 822 tripulantes.

Apesar deste movimento significativo, o número de escalas diminuiu 0,45%, enquanto o número de passageiros desceu 8%, em comparação com o período homólogo de 2015.

Esta redução explica-se pelos 5 cancelamentos ocorridos entre agosto e outubro devidos aos incêndios e às situações de agitação marítima forte no atlântico, que obrigaram a desvios de rota e alterações de itinerários e que acabaram por impedir as escalas programas no porto do Funchal. Por outro lado, verifica-se igualmente uma descida na ocupação média dos navios que escalaram o porto, seja porque alguns dos navios que nos visitaram este ano são de menor dimensão, seja porque os navios navegaram com uma taxa de ocupação inferior a anos anteriores.

Esta situação está bem patente no mês de outubro, em que apesar de ter havido um aumento 11% no número de escalas, em comparação com o período em análise do ano passado, diminuiu 23% no número de passageiros.

Nos segmentos de passageiros embarcados/desembarcados, verificaram-  -se também oscilações nestes dez meses, em relação aos mesmos meses de 2015. Registaram-se 1 630 desembarques, (mais 292), e 605 embarques, (menos 595).

Em outubro houve 30 escalas, mais três que no mesmo mês de 2015, e um movimento de 47 905 passageiros, menos 14 393, em comparação com os meses em análise do ano anterior.

Ler mais...
 
NOV

Esclarecimento

Na sequência das notícias veiculadas hoje, dia 20 de novembro, nalguns órgãos de comunicação social regionais, relativas ao despejo do agrupamento dos Escuteiros pela APRAM,  a Administração dos Portos da Madeira esclarece: 

1. Os escuteiros não foram despejados pela APRAM. É, pois, totalmente falsa a notícia avançada hoje na imprensa regional pelo responsável do agrupamento 217 dos escuteiros.

2. A APRAM confirma que foram atribuídos espaços novos a este e a outro agrupamento dos escuteiros, no Centro Náutico de São Lázaro. O espaço entregue ontem resultou de acordo estabelecido em reunião realizada na sexta-feira passada, contando com a presença de Carlos Gonçalves, responsável máximo dos escuteiros na Região.


3. Os trabalhos que ontem ocorreram não envolveram nem a APRAM, nem a Polícia Marítima, o que justifica que não existiu despejo algum.


4. Depois de um longo período em que o agrupamento 217 não deu resposta a qualquer correspondência da APRAM, resultou uma comunicação que determinava a saída na passada sexta-feira, situação que não se verificou porque, na aludida reunião, Carlos Gonçalves solicitou mais um dia, pedido que foi prontamente aceite pela APRAM.


5. Ao contrário de todas as entidades que beneficiaram de novos espaços em São Lázaro e que, por isso mesmo, deixaram os que ocupavam por baixo do Beerhouse, este agrupamento 217 entendeu acumular, aos novos, o espaço antigo, para ali instalar a sua sede. Caso único ali verificado.

6. Note-se que todas as entidades, clubes e associações náuticas contemplaram, nos novos espaços, as respectivas sedes, não dispondo de outras instalações para esse efeito.

7. A vocação daquele centro é a prática desportiva ligada ao mar e não a instalação de sedes, a par dos espaços com aquela vocação.

8. A APRAM dispõe de uma lista de espera de entidades que pretendem o desenvolvimento de actividades ligadas ao mar e que desejam ali instalar-se, razão pelo que não pode aceitar a atribuição de espaços para serviços administrativos que podem ser integrados, como estão a ser pelas outras entidades, nos espaços atribuídos.

8. Aos escuteiros foi atribuído, há meses, o hangar 6, com uma área de 84,56 m2 a que acresce mais uma área exterior exclusiva de 214,17 m2, o que reforça o enorme benefício que resulta para o agrupamento pela mudança de instalações.

9. Importante será relembrar que foi garantido, a Carlos Gonçalves, que, através da Secretaria Regional da Educação, os Escuteiros passariam a contar com um apoio específico para suportar os encargos resultantes da renda das novas instalações, circunstância que ainda provoca maior estranheza e admiração face à noticia hoje avançada pela estrutura de Carlos Gonçalves.

Ler mais...
 
NOV

Movimento de mercadorias sobe nos portos da Madeira

O movimento de mercadorias nos portos da Madeira atingiu 1 014 250 toneladas, entre janeiro e setembro deste ano, o que traduz um aumento de 6%, face ao período homólogo de 2015.

A carga contentorizada representou 648 334 toneladas do total do movimento, mais 24 474 toneladas, comparativamente aos primeiros nove meses de 2015 ou seja, um acréscimo de 4%.

Apesar da carga contentorizada ter muito mais peso no movimento de mercadorias nos portos da Madeira, destaca-se o crescimento em 39% da carga geral, que atingiu as 23 221 toneladas até setembro deste ano, enquanto que no mesmo período de 2015 foi de 16 712 toneladas.

Neste período, entraram nos portos da Madeira 809 527 toneladas de mercadorias, mais 6% do que em 2015. A carga exportada atingiu as 204 723 toneladas, cresceu 4%, face aos meses homólogos do ano anterior.

A importação de graneis sólidos subiu 17%, registando-se 102 695 toneladas, mais 15 254 toneladas.

A tendência de crescimento verificou-se igualmente, na entrada de granéis líquidos, mais 3%, tendo-se verificado um movimento de 240 000 toneladas, mais 8074 toneladas que no mesmo período de 2015.

O Porto do Caniçal, o porto comercial da região dedicado exclusivamente à carga, movimentando cerca de 97% da totalidade da carga da RAM, cresceu em todas as variantes nos primeiros nove meses deste ano, em comparação com os nove primeiros meses do ano passado.

Até setembro, naquele porto o número de contentores cresceu 6% e 7% em TEU´s[, contribuindo para o aumento em 20% da tonelagem movimentada, com um total de 728 292 toneladas, contra as 607 143 toneladas, registadas no mesmo período do ano anterior.

A carga geral movimentada no Porto do Caniçal aumentou 40%, situando-se nas 23 151 toneladas, (16 658 de janeiro a setembro de 2015).

Ler mais...

 
NOV

Concurso Público para exploração de três sanitários

A Administração dos Portos da Madeira  abriu Concurso Público para a atribuição da exploração de três casas de banho, localizadas no Cais 8, do Porto do Funchal.

O processo de concurso e respetivos documentos podem ser consultados e obtidos gratuitamente on line e estão também disponíveis na sede da APRAM, situada na Gare Marítima da Madeira, Molhe da Pontinha, Porto do Funchal, nos dias úteis das 9h00 às 12h00 e das 14h00 às 17h00.

Para consultar o Processo de Concurso clique aqui

Para consulta o Caderno de Encargos clique aqui

Para consultar o Anúncio clique aqui

Ler mais...
 

 

 

FaLang translation system by Faboba